Página Principal / A Descoberta do Buda / A descoberta do Buda – Desperte para sempre

A descoberta do Buda – Desperte para sempre

Sutra: Todas as coisas surgem e passam. Mas o desperto desperta para sempre.

Osho: A vida pode ser vivida de duas maneiras: ou como uma contínua queda… – então, você é empurrado pelas forças inconscientes da gravidade; você não precisa fazer nenhum esforço; você não fica tentando chegar aos picos, você simplesmente é uma pedra rolando ladeira abaixo. Naturalmente, parece fácil, confortável, conveniente. Se você se conforma à sociedade, se você vive de acordo com a tradição, se você segue a massa, a vida é fácil – mas a um preço muito elevado. Você não cresce. Você perde toda a finalidade, porque a vida só faz sentido quando é um contínuo crescimento.

O homem é o único animal na existência que tem a capacidade de evoluir. Charles Darwin diz que os macacos evoluíram e tornaram-se homens. Eu não concordo com ele, não posso concordar com ele. Não que eu tenha algo contra os macacos – eles são gente boa! –, mas, se o que ele diz é verdade, então por que todos os macacos não se tornaram homens? Durante milhões de anos, os macacos continuaram sendo macacos. Por que eles não estão crescendo? Eles já deveriam ter dado, pelo menos, alguns passos preliminares por ora, mas eles são hoje exatamente o mesmo que sempre foram.

Você só consegue encontrar provas para a teoria de Charles Darwin se observar os políticos. Então, pode-se suspeitar que ele esteja certo – do contrário, não! Do contrário, os macacos continuam sendo macacos.

Na verdade, toda a teoria de Darwin é somente uma suposição; ela ainda não é cientificamente válida. E espiritualmente, ela jamais vai ser válida; porque aqueles que conheceram o crescimento espiritual do homem já chegaram a esta conclusão: que o homem é um ser diferente de todos os demais seres na terra. Ele é um animal evolutivo. Nenhum outro animal evolui: eles são sempre a mesma coisa. São muito conformistas, não vão além de suas hereditariedades. Eles nunca cruzam o limite do que é permitido por seus instintos; nunca fazem nada além do instintivo, além do inconsciente.

Somente o homem é que foi capaz de produzir um Buda, um Lao Tzu, um Jesus, um Bahauddin. É por causa dos budas que nós podemos dizer que o homem tem a capacidade de ser um Deus. O homem tem um potencial infinito.

Mas, se for assim, você não pode ter uma vida fácil. Você não pode simplesmente ser um membro do Rotary ou do Lions. Você não pode ser simplesmente hindu ou um mulçumano. Você não pode continuar seguindo as massas. As massas se comportam instintivamente: elas não sabem nada do além. A vida delas é fácil. Se você fizer parte delas, sua vida também será fácil, mas não haverá nenhum crescimento. E o crescimento é tudo que importa.

A única coisa que importa na vida é o crescimento. A menos que você esteja progredindo rumo ao ápice de ser tornar um Deus, você está desperdiçando uma tremenda oportunidade.

Despertando: Uma vez expandida, a consciência jamais retornará ao tamanho original. Uma vez que você abre o olho, você está acordado.

A palavra “Buda” quer dizer: o desperto. Buda não é uma pessoa, é um estado. Gautama Sidarta é um dos muitos Budas que existiram e que existirão; ele é o mais famoso, é verdade, mas se tornar um Buda, é um destino certo para todos.

Então quando Gautama se refere a um ser desperto, ele está se referindo a um Buda, a uma pessoa consciente, acordada.

E uma pessoa desperta, é aquela que foi até o fim em seu processo de autoconhecimento, é aquela que se lembrou da sua verdadeira essência. E se lembrar da sua verdadeira essência, é se lembrar que nós, como tudo na existência, somos feitos de amor – o amor é a nossa matéria prima. E quando você passa por essa experiência, quando você atinge esse estado de consciência, uma nova realidade se abre para você.

E não que os problemas do mundo desapareçam, pelo contrário, eles nunca foram tão evidentes, eles nunca foram compreendidos com tamanha profundidade. Suas sombras também não desaparecerão, elas são sua história, fazem parte da sua caminhada; o que desaparece, é a ignorância que existia no momento em que a sombra passou a existir, no momento em que você virou as costas para o amor. Então os problemas, as sombras, ao serem expostos aos olhos de luz da consciência, passam a fazer parte do campo da compreensão, da compaixão e do perdão. Tudo na sua vida passa por uma ressignificação baseada no amor incondicional.

“O desperto desperta para sempre”.

O desperto bebeu da fonte do amor incondicional e, quando isso acontece, você está “pego”. Uma vez que você sente o amor vibrar em cada átomo do seu corpo, uma vez que você se sente Um com a Fonte, ocorre uma reação química que libera uma quantidade de hormônios do prazer que fará você querer provar cada dia mais dessa sensação. O amor, é a “droga” mais viciante que existe.

Então uma vez desperto, você entra em um caminho sem volta, um caminho onde você se torna um canal de manifestação do amor incondicional.

Busque conhecimento, emita amor, seja Luz!

 

  • Ben Hur Nascimento

    Estava indo bem até falar da Teoria de Darwin.