Página Principal / Meditação em Palavras / Uma mensagem do Deus em mim para o Deus em você

Uma mensagem do Deus em mim para o Deus em você

Amados irmãos, estou compartilhando com vocês uma mensagem que recebi do Deus em mim para o Deus em você.

São duas versões, na primeira, usei a grafia e acentuação que tornassem a mensagem a mais fidedigna possível de como a senti. Na segunda, temos uma versão “formal”.

Versão adaptada:

Eu Sou a Luz, Eu Sou o amor, Sou a certeza qui virá.

Eu tô no sol, tô nas estrelas, Eu tô aonde ocê oiá.

Eu tô nas chuvas, tô nos rios, Eu tô aonde precisá.

Eu tô no ar, Eu tô na Terra, Eu tô aonde procurá.

Eu tô no claro, Eu tô no escuro, tô no eterno aguardá.

Por um momento oportuno onde eu possa lhi mostrá.

Qui é lá dentro, bem no fundo, onde ocê irá mi achá.

I é com a certeza, bem certeza, qui nóis vamo si incontrá.

Qui di um ego, bem no mudo, resolvi mi aproveitá.

I dum momento di discuido, o Dispertando vim a criá.

Qué pros meus filhos, o meu povo, sempri tê ondi mi achá.

I qui a verdadi, o meu amor, possa sempri si propagá.

I si ocê tivé presente, si quisé si intregá.

Di um instante conscienti podi ví a dispertá.

Versão “formal”:

Eu Sou a Luz, Eu sou o amor, Sou a certeza que virá.

Eu estou no sol, estou nas estrelas, Eu estou aonde você olhar.

Eu estou nas chuvas, estou nos rios, estou aonde precisar.

Eu estou no ar, Eu estou na terra, Eu estou aonde procurar.

Eu estou no claro, estou no escuro, estou no eterno aguardar.

Por um momento oportuno onde eu possa lhe mostrar.

Que é lá dentro, bem no fundo, que você irá me achar.

E é com a certeza, bem certeza, que nós vamos se encontrar.

Que de um ego, bem no mudo, resolvi me aproveitar.

E dum momento de descuido, o Despertando vim a criar.

Que é para os meus filhos, o meu povo, sempre terem onde me achar.

E que a verdade, o meu amor, possa sempre se propagar.

E se você estiver presente, se quiser se entregar.

De um instante consciente pode vir a despertar.

Busque conhecimento, emita amor, seja Luz!

  • Michelle Hornes

    Se você assumir como possível que tenha sido influenciado por um espírito de preto velho ou caboclo, é o que eu deduziria, pela forma que se apresenta. Se não crê assim, esqueça 🙂 o que que quer que tenha influenciado a mensagem – seja sua consciência ou de outrém – não importa, lindo e verdadeiro é o seu conteúdo.

  • Bruno Oliveira Pedrosa

    Boa tarde a todos 🙂
    Gostaria de expor uma reflexão que veio quando eu li o comentario da Michelle, pf nao encare como uma crítica negativa, mas como um esclarecimento tanto pra mim quanto pra quem lê, pois espero um retorno amoroso tb sobre o meu comentário :).
    O primeiro ponto é o sobre o apego ( nao que seja o caso da Michelle) sobre o título cabloco ou Preto Velho. É quase inevitável o quanto se eh apegado a “forma” de certas entidades, tb podemos incluir o título Buda e Jesus, pois quando a mencionamos Já criamos as “características próprias deles”, e desse apego a forma se cria as religiões com seus rituais e dogmas.
    Gostaria de levar em consideração um fator chave, que eh recorrer aos escritos dos pensamentos de cada entidade que deixou aki como meio de esclarecimento e ao apego a forma, creio que seja um assunto de extrema relevância, pois eh a diferença entre o dogma e o esclarecimento.
    Gostaria que fosse abordado esse assunto no blog se possivel :). ( o apego a ” forma das “entidades”)

    De novo gostaria de deixar claro que ñ eh uma crítica pessoal, pois tb estou preso na armadilha do ego, do apego etc.